Voltar aos artigos

A dor de ser

Grupo Reinserir

Aceitar o que sinto! Uma coisa que parece tão fácil, mas que é tão difícil praticar. Como aceitar que sinto atração afetiva e sexual por alguém do mesmo gênero ou por mais de um gênero? Como aceitar que nasci com um sexo biológico e nunca me identifiquei com ele, nunca me senti à vontade em meu próprio corpo? Como aceitar “ser diferente” quando o que aprendemos é que devemos ser iguais, tidos como “normais”: Héteros Cis Normativos. E quando eu sinto que não me encaixo com o que esperam de mim, o que acontece comigo? Como dizer pra mim que o que sinto pode ser bom, quando o medo de viver isso é maior? Como sair do armário se fora dele tudo o que posso receber são agressões vindas de todos os cantos, inclusive das pessoas que mais amei? Como me ver digna de amor, respeito, aceitação, se eu não aprendi a ter isso pelas pessoas em condições similares à mim?

Nota sensível pela nossa psi Erivânia em @psicoeriteixeira