Voltar aos artigos

MARIELLE VIVE!

Grupo Reinserir

Dia 8 de março é um dia histórico, marca a luta das mulheres trabalhadoras, no brasil e no mundo. Nesse ano essa data chega na intensificação da crise do capitalismo e da pandemia. Sabemos quem são as pessoas mais atingidas por isso: as mulheres da classe trabalhadora, principalmente, as mulheres negras e indígenas. No último domingo (1403) marcou o terceiro ano do assassinato da vereadora Marielle Franco, cria de uma favela do Rio de Janeiro, era vereadora, negra e bissexual. Lutou em vida contra as opressões vivenciadas pela população: preta, LGBTQI+ e pelas trabalhadoras e trabalhadores. Seu motorista, Anderson, também foi vítima do atentado que até hoje segue sem respostas. Quem mandou matar Marielle? A quem interessava sua morte?

Apesar da tentativa de calarem, a voz e o legado de Marielle ecoam cotidianamente nas lutas das mulheres e nas periferias do país.