Voltar aos artigos

"O mundo muda muito, mas...

Grupo Reinserir

continuamos achando que o amor romântico é mais importante do que nossas outras relações de afeto.”

E é sobre isso que vamos falar hoje.

É um convite a algumas reflexões. Se atente às narrativas, dentro ou fora da clínica, consegue notar o quanto o amor romântico é central na vida de muitas pessoas?

Já pensou quantas vezes, apesar de você ter boas relações de amizade e familiares, já se sentiu sozinhe? Como se a única relação possível de te preencher fosse a relação romântica?
Por que isso acontece?

Bom, resultado dessa construção histórica, onde aprendemos que as relações românticas são mais. Mais importantes, mais íntimas do que quaisquer outras relações. Quantas vezes você sentiu que algumas trocas só te eram possíveis em relações românticas? Aquele seu segredo mais íntimo que você só dividiu com parceires ao longo da vida.

Já se questionaram, quantas vezes na infância nos pegamos fantasiando sobre quais vão ser os nomes dos nossos filhos, como seria o marido ou esposa “ideial”? Então desde pequenos aprendemos o que é uma relação romântica e como ela deve ser.

Essa hierarquização só existe porque em algum momento nós a construímos.

Quantas vezes você já priorizou uma relação romântica em detrimento a suas relações de amizade? Conta aqui pra gente!